Jesus no Hebraico

Era a notícia do atentado na França. Logo varias pessoas diziam: Je suis Charlie Hebdo!

Uma coisa que me despertou curiosidade é para o significado da frase. É curioso o significado que diz: Eu sou Charlie Hebdo! Então percebeu que no francês usamos a mesma pronúncia a se referir a Cristo? Sim, colocamos na nossa pronúncia o “i” depois do “u” e antes do “s”. Principalmente se tratando de manauara e carioca, vai um “suis”, ao em vez de “sus” ao dizer o nome de Cristo. Será que Deus é manauara ou carioca?

O incrível é que em Êxodo 3:14 Deus diz a Moisés se chamar “Eu sou”. Na verdade, “aquele o que sou”, foi o dito ser seu nome, se seguimos ao pé da letra a tradução.

Agora, me diga uma coisa: “Aquele” quem? Ele disse se chamar aquele que Ele é! Não disse “a quem sou”, mas fez referência a um distante. Sim , distante.

Toda vez que dizemos aquele é para referir ao algo distante. Então distante como? Será que ele estava em um outro cômodo do céu e Deus estava em um outro? Não!

Dizemos ser distante, mas do tempo. É que Ele não havia se manifestado como o “aquele”. O distante ser “aquele” do qual Ele viria a ser. Jesus.

O fim da guerra

Eis que a guerra findará, mas ela ainda não findou! Pregue o amor! Espelhe amor!

A paz nos será dada somente devido ao fim da guerra. Você quer paz? Ame o próximo e guerra acabará!

O ódio contra o Deus de Israel se faz por conta do desentendimento. Ainda não entendemos de amor, porém profetizamos.

Dizer te amo a alguém não é nada mais que profetizar, já que não amamos mesmo de fato.

O amor não nos fora revelado. Aqui se tem misericórdia! Sim! Misericórdia! Por conta dela não somos consumidos! Mas o que é misericórdia? Eu chamo de amor incompleto, amor imperfeito, já que no amor completo, perfeito, não existe mal algum para se ter misericórdia. Hoje, ao amarmos alguém, amamos com imperfeições, não sabemos amar! Quando vier o que é perfeito, você vai querer gritar para o mundo, e o mundo não te achará louco por conhecer o amor, por o amor ter vindo!

Ao vir o amor perfeito as guerras cessação, o problema inexiste, a confusão se dissipa, o ódio passa, a necessidade de misericórdia não é mais ultilizada, não há motivos de se ter, pois no amor completo, no amor perfeito não compreendêramos da dor, da guerra, problemas, dificuldades e limitações, é que essas coisas deixam de existir. Nos é dado o amor perfeito, que é promessa. Como promessa de não haver tribulação, pararemos de competir e nos uniremos numa atitude de cuidar-mos uns dos outros. E será fácil isso, pois o inimigo de nossa alma chegará ao fim de seus dias e a guerra não mais será necessária! O amor perfeito veio e nele não há mal algum.

O ser cristão.

Já parou para pensar o que é ser cristão? Bem, talvez você me responderia que é ter Jesus como Deus, ou aquele que acredita na trindade Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito. Mas tenho que te dizer que ser cristão não tem nada a ver com isso. Sim! Não tem.

O que aconteceu foi que com o passar dos tempos ser cristão tornou isso mesmo, se acredito que Jesus é meu Deus passo a ser chamado de cristão. Porém não foi esse o motivo do surgimento da ideia de chamar uma pessoa de cristã.

Devemos voltar a origem do que é ser cristão.

Tudo começou na Antioquia, há muito tempo, no Período Romano, quando pessoas que passavam os ensinamentos de Jesus para todos que quisessem ouvir. Eles lembravam a Cristo e por isso foram chamados de cristãos.

Entendi agora a necessidade de voltarmos para a origem do título de cristão? Não adianta eu aceitar a Jesus como meu Deus. É preciso me parecer com Ele para ser chamada de cristã. Mas para isso eu preciso saber quem foi Jesus. É nisso que estou a cada dia a conhecer, quem foi Jesus? Você sabe? Então se faça como Ele se quiser ser cristão.

De propósito

Não adianta, você não nasceu sem propósito, mas por um propósito, e de propósito é que você veio ao mundo e está lendo isso.

Usamos esse termo para afirmar qual a vontade de Deus, sendo assim ela não algo impensado, mas bem proposital, por isso usamos esse nome, o propósito.

Mas propósitos mudam? Sim. Mas por que ele muda? Por conta do coração endurecido. Isso! Por causa de um coração endurecido Deus permite um casamento termine, acaba com o futuro de um matrimônio, pode então acabar com um futuro de um empregado e uma empresa, um fiel e sua denominação cristã, ou um indivíduo e sua religião, etc.

Por conta do coração endurecido de Israel, Deus mudou seus planos de salvar a terra. Deus reuniu um povo para através desse povo salvar a terra, esse povo passou por diversas aventuras com Deus e mesmo assim endureceu o coração e foram adorar outros além de Deus.

Nisso Deus levantou um outro povo fora do povo criado por Ele que não mais através deste salvaria a terra. Agora seria através de um novo povo.

Por causa de um coração endurecido eu não me sinto bem em viver uma religião. Outra coisa que faz propósito mudar é o surgir de religião. Deus não cria religiões! Quem cria é o ser humano, satanás intensifica! Deus não quer religiões, Ele é Cristo e isso basta para chega-mos a Ele.

Não são dogmas ou estatutos que nos aproxima de Deus, mas o nosso coração. Deus deseja corações!

A religião também é algo que faz Deus mudar de planos, de propósitos. Não deu outra, um novo povo surgiu assim que tudo de um povo formado por Deus tornou ser uma religião. Todos os estatutos, normas deram origem a uma religião na intenção de poder governar e reunir um povo ao seu propósito. Infelizmente disso nasceu uma religião.

Imediatamente Deus começou a anunciar sua vinda na boca de seus profetas. Uma vinda que eliminaria a religião da terra.

Deus deseja coração entregue a Ele, infelizmente a religião nos faz metódico, automáticos e frios ao passar fazer coisas religiosamente.

Mas um coração reto a Deus também pode fazer Deus voltar a trás e mudar o propósito. Veja: o propósito do profeta que chegou para o rei Ezequias dizendo que ele morreria da enfermidade que lhe acolheu era de anunciar morte, mas o caráter reto do rei fez o profeta anunciar mais 15 anos de vida.

A retidão de um povo também leva Deus mudar tudo!

Propósito nascem da vontade de Deus para um fim proveitoso! Qual o propósito da sua vida hoje? Descobriu? Descubra!

Uma união singela

Essa de alma gêmea não existe! Não adianta! Nunca acreditei, hoje lendo a bíblia, aí que não creio mesmo nisso. Já imaginou quantas pessoas casam com a alma gêmea do outro se isso fosse verdade? Depois para se juntar a sua alma gêmea seria uma festa de divórcio, festa do inferno, já que eu creio ser o único satisfeito com separação de casais. O Uque os céus desejam mesmo é reconciliações.

Se essa de alma gêmea fosse mesmo tão verdade. Os céus estavam lascado, já que só por um milagre o ser humano dá ouvido a Deus. Somente Deus, sabedor de tudo saberia qual seria a sua alma gêmea, e alguns anjos, caso Deus contasse para eles. Nisso por precipitação ou ignorância casaríamos com a alma gêmea do outro.

Nosso coração é dito na bíblia como sendo enganoso, corrupto, logo engraçaríamos para uma alma que não seja a nossa gêmea. E como resolver isso?

Algumas pessoas seguindo esse raciocínio explicam que é preciso de viver uma outra vida. Morrer e só depois de nascer outra vez em um outro corpo é que os céus conseguem juntar as almas gêmeas. E fica assim: morre e nasce, morre e nasce até encontrar a alma gêmea. Mas o que está escrito em Lucas 16:26 quando Cristo explica uma parábola dizendo que os que estão mortos não podem voltar a vida, pois existe um abismo entre os vivos e os mortos, de maneira que os mortos não podem se achegar para os vivos, nem os vivos podem passar para o outro lado estando vivo. Para isso então é necessário voltar a vida. Mas ressurreição em um outro corpo não é ressurreição. Cristo voltou a vida no mesmo corpo, glorificado, mas no mesmo corpo. Era a mesma feição, a mesma cor de cabelo, a mesma altura, a mesma cor de pele, a mesma coisa, o mesmo corpo.

Em nenhum momento vemos Cristo dize ser possível voltar a vida em um outro corpo. Alguns insistem dizer ser possível, mas não fora Cristo falar isso, então não saiu da boca de Deus se Cristo é Deus. Nisso digo que não me interessa, já que não é verdade isso. Se não é Deus que confirma nas escrituras é por ser mentira.

Existe possibilidade do espirito de uma pessoa nascer em outra, mas isso esta mais para unção do que alma, já que espirito é um poder, não uma pessoa. Espirito vem da palavra ruach e quer dizer sopro, algo que sai de um ser, e não o ser propriadoramente. Espirito não é alma, algo que nos identifica com o ser humano, mas com um ser sobrenatural.

O que existe mesmo é alma idônea, como vemos em Gêneses 2:18. Mas essa idoneidade não está ligada ao caráter, a personalidade, não idoneidade a alma de alguém como dita a ideia de alma gêmea, e sim ao propósito de vida do individuo. O chamado. Idoneidade ao chamado.

Nisso digo que mesmo assim muitos casam com a pessoa errada devido ao coração enganoso, mas já é mais fácil corrigir. Na idoneidade de alma um propósito pode ser mudado, veja o que aconteceu com Cristo, o proposito dele era somente para os judeus, mas mudou o proposito ao Cristo deparar com o coração endurecido dos judeus.

Propósitos mudam com a nossa aceitação ao chamado. O proposito de Cristo não fora o mesmo do que os doutores da lei (sacerdotes judeus). As vezes o proposito de um homem não é o mesmo que o da sua esposa, ou vice-versa. Mas nada que uma oração não vá resolver e mudar o proposito para que marido e mulher se unam num mesmo propósito.

Será assim que Jesus ira fazer o proposito de tantos outros se igualar ao d’Ele. Com oração. Oremos, pois quando propósitos se unem é festa.

Quer fazer um(a) servo(a) de Deus andar contigo? Ou mesmo casar de maneira excelente? Ofereça o seu proposito e vê se cola. Se não colar é por seus propósitos divergirem. Essa alma não é gêmea, ou melhor, idônea.

Quer encontrar a alma idônea? Ore! Deixa Deus agir sem impor condições, mas aberto para o quem ele irá te mostrar, pois esse propósito quem dá é Deus!

Água é vida!

Você já ouviu falar de Agua Viva? Não o animal? Mas a de João 4:14?

Existe água, mas as águas que Jesus Cristo nos dá para beber é a que faz em nós nascer uma fonte. Sim! Muitas águas nasce em nós depois que bebemos da água de Cristo.

Sabe aquele sol escaldante? Aquele clima árido? Aquele calor insuportável?

É! Eu sei. Hoje os dias estão quentes neste outubro de 2020. Está fazendo muito sol e poca chuva. É aí que devemos beber água. Graças a Deus é nesse tempo que sentimos mais sede. Nosso corpo clama por águas. Isso é, sentir sede é o grito desesperado do nosso corpo necessitando de água.

Talvez seja assim que sua alma está? É! Tua alma está clamando por água? Como saber?

Quando estamos com sede nossa garganta senti uma secura desconfortável. Isso! Eu quero dizer que se a sua alma está seca, sem graça, desconfortável, é que você precisa de beber água que Jesus tem para dar.

Eu digo beber e não provar! Não é dar um golinho! É encher a boca e dar goles de água! Não é isso que diz a Bíblia? Que Deus dá água para beber. Em nenhuma hora diz experimentar.

Essa sede, esse desconforto na alma você jamais irá sentir outra vez se beber da água que Cristo te oferece. Mas como beber?

Quando Jesus falou com a mulher samaritana ele pediu que chamasse o homem que se relacionava intimamente com ela, logo depois que ela pediu que lhe desse dessa água viva de João 4:10 e 14.

Mas por qual motivo Jesus chamou o marido dela? Ora! Ele ia dar de beber, ou seja, a mulher ia ver o poder de Deus!

Aquela mulher tinha problemas na sua vida amorosa, a alma dela estava desconfortável, ou seja, com cede, provavelmente Jesus ia resolver isso, pois beber da água viva é deixar o poder de Deus agir.

Já viu como águas quanto mais elas são mais fortes ficam o poder delas com os ventos? Veja as águas de um oceano, se movem de um lado para outro, elas se movem, tem vida! Tem poder! Podem derrubar, arrastar, afundar, podem muitas coisas. A água de um oceano e de um rio também, possui poderes. Água, quanto mais for, mais poderosas ficam.

Por isso é uma fonte de água que viverá em ti. É que haverá poder. Poder que nunca esgotará. Sua alma não terá desconforto, mas se tu permitir o poder de Deus agir, se beber das águas, eu digo, dar goles e mais goles que é aceitar de vez esse poder, sua alma se verá tão poderosa como nunca antes.

A alegria da salvação!

Sabe de uma coisinha? Não é por ter bens, família, saúde, etc, que devemos andar alegres. Não! A alegria dos filhos de Deus devem de ser por ser livre da morte pelo o pecado. Sim! Se você tem salvação é por ser salvo do quê? Não sabe? Salvo da morte!

Muitos acham que por ser filho encontrou salvação. Mas digo que é bíblico dizer que muitos ao passar dessa vida para a outra vão se decepcionar com o que vão receber de Jesus quando Ele disser que o lugar desse indivíduo, filho de Deus, é no inferno, mesmo que esse indivíduo tenha feito obras para Deus na terra.

Algumas pessoas gostam de pregar (principalmente se for cristã) que se você é filho encontrou salvação, mas eu digo que isso não é bíblico. Todos somos filhos, ou biblicamente os seres humanos sem disciplina, ou seja, indisciplinados. Bem, os seres humanos que não possuem disciplina. Agora, que disciplina? A de Deus né! Essas pessoas que não possuem a disciplina de Deus, elas são chamadas de bastardas. Orá! Bastardo é filho!

Esses bastardos não possuem a salvação, mas são filhos!

Agora, me diga uma coisa: quem tem salvação então, se ser filho não garante nada?

Preciso é entender que existe biblicamente dois tipos de filhos. Os filhos bastardos e os filhos do amor. Sim. Existe os filhos que estão debaixo do amor de Deus e isso não tem o que questionar. Acredito que o que você tenha desconhecido era os filhos bastardos. Já os filhos do amor todos sabemos a existência.

Não quer dizer que Deus não ame os bastardos! Não, não! Deus ama todos os seres humanos, bastardos ou não. Deus ama! Ama todos os seres humanos por eles serem seus filhos. Porém os bastardos não podem provar do amor por conta do pecado.

O que os bastardos provam? Provam da morte. A morte de um dia deixar de existir. Alguns pensam que os que morreram e foram para o inferno ficará vivo lá para sempre. O que não combina com Deus já que Ele é amor. Que amor existe em um ser que não faz nada para dar fim na maldade? Não combina se estamos falando de Deus que é amor!

Então entenda que os condenados ao inferno são os que morrem. Ou seja, desapareceram para sempre.

O que não impede desses bastardos terem uma vida de alegrias aqui na terra. Vida cheio de gozo e prazeres.

Não é por ter bens, família, amigos, etc, que devemos ser feliz! O que nos diferencia como filhos é a nossa disciplina vinda de Deus! Ande em disciplina e terá salvação! Se estás em disciplina, sois salvo e livre da morte. Viverá em vida e em vida não de qualquer jeito, simplesmente estar vivo por viver, mas de ter vida em abundancia! Viver na totalidade de tudo quer dizer vida e não de morte.

O poder

Eu devo dizer que o inferno não é lá essas coisas, não. Afinal inferno é um sistema de ódio, inveja, angústia, rancor, cólera, sofisma e injustiças. Essas coisas são muito fortes se permitimos que sejam. O inferno vence se damos vazão a ele.

Existe uma ideia de Deus ser um velho carrasco e tirano, que gosta muito de dar ordens, mas não! Deus é amor e como amor tudo o que ele fala é para o bem de todos. Ele é tão amor que nos permite dar vazão às nossas vontades e caprichos, permiti até que façamos coisas que ele não quer que sejam feitas, como alguém tirar a vida de alguém.

Deus deseja que o obedecemos não por um sistema de abuso de poder. Não! Mas por ser muito mais sábio que nós e compreender o que é melhor.

Obedecendo a Deus que a todos amam, até mesmo os que entristecem o seu coração. Obedecendo a Ele, somos capazes de realizar o melhor que poderíamos fazer.

Não existe autoridade maior do que Deus deixou aos que o obedecem. Esses oram e intercedem pelos os que desobedecem a Deus e eles não são consumidos por essas orações, nisso a misericórdia de Deus se renova nas orações de seus filhos obedientes.

Houve um homem que foi desenganado por um profeta. Falar assim nos dá a entender que vivemos enganado, e vivemos! Somos enganados de que viver muitos anos nessa terra, que é 80, 100, 150 anos, mas o que é isso em vista da eternidade? Porém vivemos como se fôssemos viver por muito tempo, sendo que muito tempo é a eternidade com Cristo, eternidade que começa na terra.

Mas esse homem, fora desenganado é por uns instante pensou que ia morrer ali mesmo, enfermo e de cama. Ele virou para a parede e disse a Deus que ele tinha obras de obediência a Deus. Nisso sua questão mudou em segundos e lhe fora acrescentado mais 15 anos de vida.

Esse homem tinha crédito diante de Deus. Assim vive o que obedece a Deus! Cada detalhe de obediência funcionam como crédito.

Mas o que devemos obedecer? As leis da morte e do pecado, onde um indivíduo que peca morre, ou devemos obedecer lei do Espírito de Vida?

O inferno aprontou muito e era feliz com tanta carnificina, tanto assassinato durante anos devido à desobediência de alguém. Mas Cristo venceu o inferno na cruz! Venceu a morte ressuscitando no terceiro dia! Com isso Cristo venceu toda a vontade do inferno.

Quando Deus estabeleceu que quem O desobedecer iria morrer apedrejado, fez a vontade do inferno que é sempre de matar e destruir. Simplesmente havia do inferno alguém que azucrinava os ouvidos de Deus exigindo que a justiça se aplicasse sobre os que desobedecem, não é atoa que uns dos apelidos dado a esse ser do inferno era de O ACUSADOR.

Porém Cristo fez banir essa ideia de que o que O desobedecesse teria que morrer quando toda a irá de Deus provocada pelas as vezes que o acusador ia até Ele encher-lhe a paciência, foi esvaziada na cruz quando Ele mesmo se entregou.

Esvaziou os céus de si mesmo, tomou forma de homem e derramou toda a própria irá em si mesmo. Tudo para que assassinatos em seu nome terminasse.

Isso tudo não agradou nada o inferno. Mas a lei da morte e do pecado teve término na cruz e não há mais irá quanto o pecado de alguém. O perdão tornou possível se nos arrependermos.

Quanto ao inferno restou-lhe cólera, ódio por toda a sua vontade e desejo de matar não ser mais a vontade de Deus. O que se contenta com as permissões por um realizar de caprichos. Mas isso terá fim quando esse Deus de amor alcançar corações.

O dia da vingança!

Incrível como nós achamos que devemos vingar! Acreditamos fielmente que se vingarmos sentiremos realizados. Eu já digo que ninguém é completamente realizado se não encontrar o Senhor Jesus Cristo em suas vidas.

Bem aventurados os que tem sede de justiça, pois esses serão saciados! Mas quem faz a justiça não é o Juiz? Sim o Justo Juiz fará justiça.

Quem é o Justo Juiz? Ora! O Justo Juiz é um ser que desceu do céu, esvaziando o céus da sua presença e se fez homem para trazer justiça a todos que aceita-se como Deus.

E ele fará com êxito, com justiça. Se vingará dos que se aliançarão com o seu filho rebelde, o satanás que é um espírito maligno e inimigo de nossa alma.

Muitos não acreditaram na existência desse filho, desse espírito maligno, e se alianciam a ele sem consciência. A verdade é que só de se opor à vontade de Deus, o Cristo, já está se aliançando.

A vontade de Deus é que todos sejamos feliz por conviver com Ele, o Deus Cristo, em nosso meio, e que vivamos todos os seus estatutos.

Sem conhecer os estatutos de Deus se levantam e fazem pouco do que ele tem nos ensinado, como a amar.

Muitos acreditam que o dia da vingança do Senhor nosso Pai Jesus, aquele que nasceu em Belém da Judeia é o dia de derramar ódio. Não, não! Muito pelo o contrário.

Se tem algo que acreditamos é que a vingança se faz com sangue nos olhos, ódio puro, às vezes regado de falsidade.

A vingança de Deus se faz com o demonstrar o amor. Amor que muitas vezes que não é compreendido. Não se passará a mão na cabeça por amor. O não aceitar que o objeto de tal sentimento se envolva com o que ele odeia (Sim, existe algo que Deus odeia, esse algo é a iniquidade) faz com que Deus não “trate bem” o seu amado.

Quando vamos a vingança, vamos com ódio, mas Deus vai com amor.

Não sabemos fazer vingança, vingamos equivocadamente. Deus é juiz, é justo, faz com justiça e a Ele pertence o dia da vingança.

Queremos então ser advogado, mas nenhum advogado consegue fazer justiça se o juiz não bater o martelo a favor.

Deixe Deus cuidar de tudo! Deus está cuidando. O meu Deus cuida!

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: